Os Instintos e Suas Vicissitudes

OS INSTINTOS E SUAS VICISSITUDES (1915)

Esta é uma resenha do texto de igual título, de Freud, contido na Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud, Imago Editora, 1974, vol. XIV. Ela não visa substituir a leitura do texto original – que é aconselhada -, mas apenas facilita-la. Os trechos entre [.....] e em itálico são de nossa autoria.

[O termo “instinto” está aqui no lugar do alemão “Trieb”, usado mais freqüentemente por Freud, embora no alemão exista também a palavra “Instinkt”. No sentido aqui empregado o termo difere da conotação que os biólogos dão a ele. Significa muito mais uma impulsão geral, sem objeto definido e sem esquemas pré-formados de execução. Mais recentemente tem-se preferido traduzir “Trieb” por pulsão. Uma desvantagem está em que enquanto o termo alemão pertence à linguagem cotidiana o termo português é de uso erudito.

Leia mais: Os Instintos e Suas Vicissitudes

 

Transtorno Obsessivo Compulsivo

TOC - TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO

Rômulo Vieira Telles

Classificação: Psicanálise Clínica

Palestra proferida no Rotary Clube RJ-Tijuca em 25/01/2012

INTRODUÇÃO

È uma psicopatologia que é descrita no Manual Diagnóstico Estatístico  de Transtornos Mentais.  Atrevo-me a falar sobre o assunto, considerando que no decorrer de nossa formação psicanalítica, estudamos Psicopatologia Psiquiátrica e Sociologia das Doenças Mentais e Psicoterapia Cognitivo Comportamental.

TOC ou simplesmente Transtorno Obsessivo Compulsivo, é a união combinada de compulsões e obsessões, geralmente pensamentos extremamente desagradáveis invadem a mente caracterizados por ser desagradáveis e persistentes que fazem as pessoas perderem o controle. Na verdade elas querem ter o controle destes pensamentos, mas acabam passando do limite de tentar controlá-los e acabam extrapolando, geralmente acompanhados de casos de estresse, ansiedade, depressão e  compulsões. A manifestação do TOC em uma pessoa é de preocupações, desconforto, culpa, aflição, repetições, medo e manifestações  que são  caracterizadas  por rituais e comportamentos que acabam influenciando no dia-a-dia.

Leia mais: Transtorno Obsessivo Compulsivo

 

Perversões Sexuais

PERVERSÕES SEXUAIS

Dr. Rômulo Vieira Telles

Psicanalista Clínico

“Sob o ângulo dos processos mentais, o interesse estaria mais na compreensão dos processos inconscientes que atuam em um indivíduo para levá-lo a se portar desta ou daquela forma do que na definição  do conceito da   normalidade.”

(Marta Suplicy)

Este assunto, tem sofrido através dos séculos, interferências constantes da igreja, da sociedade e a Bíblia Sagrada, há mais de dois mil anos já estabeleceu e conceituou posicionamento à respeito. Entretanto, a modernidade não se preocupa muito com as opiniões acima mencionadas, considerando que sempre houve e haverá as chamadas perversões sexuais porque milhões em todo mundo são portadores dessa “anomalia”, que chegou mesmo a ser “normal”, pois haverá sempre atores praticantes pois os “semelhantes se atraem”. A perversão sexual, foi primeiramente condenada pelas Escrituras Sagradas e a mais praticada e conhecida naquela época era a chamada de sodomia, comum entre os habitantes de uma cidade chamada Sodoma. Era a cópula anal não só com mulheres mas também homem  – homossexualismo.

 

Leia mais: Perversões Sexuais

 

A Análise Terminável e Interminável

ANÁLISE TERMINÁVEL E INTERMINÁVEL (1937)

A terapia psicanalítica consome [muito] tempo. [Por isso] desde o começo houve tentativas de encurtá-la. Tais esforços baseavam-se em [razões de] conveniências, mas também no desprezo com que a Medicina sempre encarou as neuroses: deveríamos livrar-nos delas tão rápido quanto possível.

Leia mais: A Análise Terminável e Interminável

A Missão do Psicanalista

PSICANALISTA: PROFISSÃO IMPOSSÍVEL

Rita de Cássia de Araújo Almeida*

RESUMO:

Freud considerava analisar, assim como educar e governar, uma tarefa impossível. Lacan parte desta afirmação freudiana para construir sua teoria dos discursos. O discurso do mestre, o discurso universitário, o discurso da histérica e o discurso do analista são as quatro modalidades de laço consideradas por Lacan – quatro diferentes maneiras de nos relacionarmos com o outro – todos eles igualmente impossibilitados de dar conta do real, todos eles frágeis e imperfeitos. O mal-estar e o fracasso inerentes aos nossos modos de enlaçamento alcançam, no entanto, um lugar privilegiado no discurso do analista, o que faz deste discurso o único que tem como fundamento ser capaz de assumir suas impossibilidades.
PALAVRAS-CHAVE: Mal-estar dos laços. Posição do analista. Teoria lacaniana dos quatro discursos.

* Psicóloga. Psicanalista. Mestre em Educação pela UFJF. Membro da equipe técnica do CAPS Casaviva de Juiz de Fora/MG. Coordenadora do CAPS Casaberta de Lima Duarte/MG. Supervisora clínico-institucional do CAPS ij de Juiz de Fora/MG.

Endereço: Rua Paraisópolis, 154/02 Manoel Honório. Juiz de Fora/MG, 36 051-530.
Email: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ; Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .
Psicanálise & Barroco em revista v.7, n.1: 89-116, jul.2009

Leia mais: A Missão do Psicanalista

 

O Tabu da Virgindade

O TABU DA VIRGINDADE (1917)

Esta é uma resenha do texto de igual título, de Freud, contido na Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud, vol. XI, Imago Editora, 1974. Ela não visa substituir a leitura do texto original – que é aconselhada -, mas apenas facilita-la. Trata-se de trabalho de divulgação e não deve ser usado para uma leitura crítica. Os trechos entre [.....] e em itálico são inteiramente de nossa autoria.

Leia mais: O Tabu da Virgindade

 

Apoio:

ABMP-DF

ABMP-DF

(Associe-se Agora!)

À Presidência
Associação Brasileira de Medicina Psicossomática-DF
AC - SHS - CAIXA POSTAL Nº 8.580
70312-970 - BRASÍLIA - DF

 

CONSULTÓRIO DE ORIENTAÇÃO DE PSICOTERAPIA PSICANALÍTICA ON-LINE
Informe-se  com o Dr. Rômulo pelos tels. 0xx21 2409-6340 - 9370-2283 ou rvtelles@uol.com.br
Sessões de Análise de  45 minutos de duração

Bem vindo ao nosso site

Você sabe o que é estudo a distância?

Conheça também nossos cursos à distância. É uma maneira prática de você estudar no melhor horário, ou em um horário de sua conveniência. Você também terá acesso aos vídeos on line para melhorar a qualidade de seus estudos.

Nota sobre Funcionamento do Curso

Nosso Curso de Formação em Psicanálise Clínica, Teoria e Psicopatologia, funciona em conformidade com a legislação pertinente CBO Nº 2515-50 do Ministério do Trabalho e Emprego, Dec. Nº 2.208 de l7/04/97, Art. 5º, Inc. II, IV, XII, e XXXIXX da CONSTITUIÇÃO FEDERAL, TACs do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, MPF/PR/RJ nº 130.012.000220/2001-7, STJ-Superior Tribunal de Justiça, Processo 2002/l94 em 14/04/05, Lei de Cursos Livres nº 9394/96, Art. 67 e 87, Inc. III e Parecer 64/2004-CEDEF, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9394/96, Dec. Federal nº 2494/98 Dec. nº 2208 de l7/04/97.

Importante: O pretendente ao exercício da psicanálise, deverá estar em processo de análise didática ou que inicie sua análise e supervisão durante sua formação psicanalítica.

banner_1
banner_2
banner_3
banner_4
banner_5

Quem está Online

Nós temos 4 visitantes online

Copyright © 2010/2011 - SOCIEDADE PSICANALÍTICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (Sociedade Científica de Psicanálise Insight) - Todos os direitos reservados.